quarta-feira, 14 de setembro de 2011

EUA - Abaixo Assinado #FreeRicardoCosta

Por #FreeRicardoCosta

http://2.bp.blogspot.com/-xTF4tSnYSlY/TcgjclVqh2I/AAAAAAAAAZ4/LSY6EYWr5xw/s1600/image001.jpg

Faca parte da petição on-line exigindo respeito com Ricardo Costa e um julgamento rápido.

Exigimos respeito ao brasileiro Ricardo Costa, seu julgamento e sua libertação imediata. 

Ricardo Costa é acusado de abusar sexualmente dos três filhos. Um brasileiro que alega inocência vai completar dois anos e meio de prisão nos Estados Unidos sem ter sido julgado. Dentro de detenção de Yavapai, Arizona. Entre os presos, o brasileiro Ricardo Costa. Ele foi para a prisão depois de se separar da mulher, a americana Angela Martin, e depois que os filhos passaram a frequentar um consultório de psicologia. Ricardo foi acusado de abusar sexualmente das crianças: o menino Sage, a Rosie, e o caçula Eden. Segundo o irmão de Ricardo, os filhos, no decorrer de um ano, foram induzidos mentir para a polícia. “As crianças assumiram que elas eram molestadas numa idade menor”, pergunta o repórter. “Sim, no final das entrevistas, sim. Mas no começo quando as foram perguntadas nunca existiu absolutamente nada”, diz o irmão de Ricardo, Rafael Costa. A psicóloga Linda Bennardo, que trabalhou com os filhos de Ricardo, perdeu a licença para exercer a profissão. O motivo: ter influenciado outras crianças, em outros casos, a dizer mentiras.
Linda participou de três casos semelhantes na cidade de Sedona, no interior do Arizona. De todos os envolvidos, Ricardo é o único brasileiro, o único que foi preso. Os outros foram inocentados.
A Justiça deu a Ricardo a chance de responder ao processo em liberdade. Mas, para a família, o valor da fiança é mais uma forma de pressioná-lo a assumir a culpa neste caso: US$ 75 milhões, o equivalente a R$ 125 milhões. Em dinheiro vivo é a maior fiança estipulada pela Justiça americana.
Sem ter como pagar, o brasileiro Ricardo Costa continua preso.

Exigimos respeito ao brasileiro Ricardo Costa, seu julgamento e sua libertação imediata


http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N8852


Nenhum comentário: